Edebrande Cavalieri
A escrita é a salvação do espírito, da alma e do corpo.
Capa Meu Diário Textos Fotos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato

Um pouco de mim

Tem tão pouco tempo que me atrevi nesse caminho, dizendo ser meu desejo poetar o mundo. Quanta ousadia!

Na verdade, estava vendo o mundo muito triste, com tantas mortes imprevistas, sem cura, em desespero. Queria trazer um pouco de alegria, ou não, mas mais leveza, mesmo na dor.

Aí tempos depois comecei a aventura que estarua deixando um pouco de mim em cada poema.

Meu Deus!

Deixar para quem?

E se ninguém quiser?

Tola preocupação!

Ao se deixar em poemas nos tornamos eternos. Que seja até para os deuses, caso eu lhes interesse.

Ao deixar-me eu me torno solidário em minha solidão, e assim quem sabe, alguém possa me encontrar.

Ao deixar-me como poema apenas abro o caminho do mistério e da contemplação, e me faço convite para outros caminharem comigo, também deuxando-se na estrada.

Não queiramos nos carregar egoisticamente.

Ficaremos mais leve na medida em que nos deixamos em pedacinhos no caminho e assim poderemos até voar pelo infinito.

Edebrande Cavalieri
Enviado por Edebrande Cavalieri em 09/06/2022
Copyright © 2022. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários